Total de visualizações de página

quarta-feira, 9 de abril de 2014

EU SOU O CHEFE MAIS.........

Sou um chefe tranqüilo, amigo, leal, discreto e tenho uma equipe que da resultado, são mais de vintes pessoas sobre meu comando. Tenho 44 anos e sou diretor de uma incorporadora. Trabalho muito e viajo muito, sou casado há 10 anos com Danai, ela é uma mulher linda, atraente em todo o sentido, 30 anos, malhada, inteligente, discreta, companheira, amiga, sorridente, gostada, os caras ficam babando quando ela vai à empresa. Ate ai nada de mais, mas o que vou contar aqui aconteceu, numa tarde de um dia completamente comum, André me levou ao aeroporto no meu carro, depois ele deixaria o carro em minha casa, iria a São Paulo e depois a Curitiba, voltaria dois dias depois. André trabalha comigo a mais de dois anos, é um excelente funcionário, é mais que um secretario, um faz tudo, ele tem 28 anos, alto, mulato, traços fortes, olhos verdes, André é muito discreto e dedicado ao trabalho. Acho que deve fazer muito sucesso com as mulheres, tem uma noiva muito bonita. Seu pai era negro e a mãe italiana, ele nasceu em Cuiabá, mas veio ainda menino para Brasília. Estuda engenharia civil. O vou estava atrazado, teria que ficar mais de duas horas esperando. Aproveitei para ler os relatórios e familiarizar mais com a pauta das reuniões de São Paulo e Curitiba, abri minha pasta e os documentos não estava lá. Os tinha deixado na noite anterior na mesa da sala. Pensei em ligar em casa e pedir Dani para vir deixar, mas como estava com tempo, pegar um táxi e fui a casa, pegava os documentos e aproveitava e trocava o tênis que estava me incomodando. Entrei pela porta da área de serviços, a empregada só trabalhava pela manha, o apartamento estava silencioso, quando entrei na sala, ouvi um barulho no meu quarto, fui ver se era a Dani que estava lá, a porta estava entreaberta, e ela minha linda esposa nua de 4 com André lhe comendo o cu. Ele gemia baixo e ele bombava com força. E fala toda puta, safada, goza vadia, piranha, geme vai gostosa. Fiquei sem ação, parado, mudo, com o coração disparado. Eles não me viram, fiquei olhando uns segundo, não mais que um minuto, a cena de deixou de pau super duro, fiquei com muita tezão. Sai calado, peguei o envelope com os documentos e sai, o táxi me esperava em baixo. Por minha cabeça passou mil coisas, gostava de ver os caras desejando ela, eu ate que não vinha sendo um marido regular, com muito trabalho, descuidava dela, fica às vezes ate um mês sem fazer sexo com ela, Dani ainda era nova, fogosa, gostava muito de sexo. Por quê? Seria eu o culpado? Já estava quase chegando ao aeroporto, liguei para casa, Dani atendeu. Amor liga em 10 minutos estou no banho. Estava com a voz cansada. O vôo ainda atrazado, depois de uns 20 minutos liguei de novo, eu estava no banheiro com o pau, super duro, batendo uma punheta. Ela falou que o André tinha deixado à chave do carro, que ela estava saindo para fazer umas compras, e que estava achando ruim eu esta viajando tanto. Disse a ela que iríamos sair logo de farias, falei para ela ligar no outro dia para o escritório e pedir ao André para levar umas caixas que estava na minha sala para nossa casa, e que no outro dia eu iria chegar às 17h, para ele pegar o meu carro e ir me pegar no aeroporto… Só de pensar que ele iria à minha casa nos dias que estava fora e com certeza iria comer ela de novo, aumentava minha tezão… Gozei feito louco… Minha viagem passou rápida, estava no aeroporto de São Paulo esperando o embarque, liguei para Dani… Amor me espera, quero lhe dar um banho… Ela sorriu e disse: estou louca saudade… Dani sabia que eu gostava de dar banho nela, era nosso código, sempre que ligava e fala no banho era porque iria comer ela, gostava de chupar sua xoxota antes de lavar, com o gosto forte do dia, do suor, aquele cheiro dela me deixava louco de tezão… Sabia que ele estava lá em casa, com certeza devia esta nus na cama, fudendo, logo ele teria que pegar o carro… André me esperava no desembarque, estava tranqüilo como sempre, me levou em casa, fez alguns comentários da empresa, subiu comigo levando minha bagagem, deixou em cima da mesa, perguntou: alguma ordem chefe? E foi embora. Dani estava linda, sorridente, beijei minha esposa com muita tezão, tirei sua roupa na sala… Amor o que aconteceu com você na viagem, esta taradinho, deitei ela no sofá e lhe dei a melhor chupada de todo o nosso relacionamento. Ele gozou, fomos para o quero lhe dei uma deliciosa metida, tomamos banho e fudemos de novo. Tentei comer seu cu, ela disse que não queria, que eu sabia que ela não gostava… Depois desse dia comecei a administrar as idas de André em minha casa, sempre dava um jeito dele ir pelos menos duas vezes por semana ou ate mais lá, no período da tarde, pascei a ser mais ativo sexualmente com Dani, sempre pedia a ela para não tomar banho, passei a identificar o dia que ele comia ela, o gosto e o cheiro de sua xoxota era diferente. Na verdade ele comia quase todas as vezes que ia à nossa casa. Minha vida sexual com ela mudou completamente, eu fingia que não sabia de nada, passei a chamar André para ir a nossa fazenda nos finais de semana, em nossas férias na Bahia ele passou por lá e ficou 5 dias, facilitei o maximo a vida deles.

Nenhum comentário:

Postar um comentário