Total de visualizações de página

domingo, 9 de fevereiro de 2014

VIAGEM COM MINHA NOIVA PARTE 3

Na nossa ultima manhã naquele hotel, depois de uma semana de viagem, com minha noiva provocando todos os homens, em especial um dos hóspedes que conhecemos naquela viagem, que inclusive já havia dados uns malhos nela na boite do hotel (LER CONTO VIAGEM, COM MINHA NOIVA parte 1 e parte 2), e continuava tentando pega-la de novo, mas ela recuava, mas (a meu pedido) provocava cada vez mais, com roupinhas e atitudes bem safadas, só para sacanear o rapaz e deixa-lo com gosto de quero mais…….
Na verdade nunca tive tesão de vê-la sendo comida por outro homem, isso nunca passou pela minha cabeça e nem (ate onde sei) pela dela. Porem… durante uma foda mais forte que dei nela pela manhã, falei de um sonho que eu tinha tido naquela noite… Disse pra ela aumentando em alguns detalhes: -Amor, sonhei que você fazia amor comigo e com outra pessoa…. -Outra pessoa? … Homem ou mulher (perguntou com um jeito de dengosa) -Outro cara, eu respondi. -E como acontecia? -Você chupava um enquanto outro te comia por trás. -Quem ficava atrás? ela perguntou -O cara! -Hummmm! Ela falou enquanto, esfregava a bocetinha em minha coxa. Ficamos num fogo muito forte e transamos novamente e gozamos como nunca. Depois num tom sério falei, com um no na garganta, que gostaria de ver ela fazer de verdade com outro… Como estavamos falando sempre de fantasias, acho que ela não achou que eu estava realmente pensando em algo real. -Tinha coragem? ou só vontade? ela perguntou… Nesse momento, mais tenso ainda, pensei, era melhor ir com tudo na história. -Tinha não, tenho. Estou te perguntando. Você topa? … Ela não gostou nada da ideia, falando que preferia manter tudo no âmbito das fantasias, e questionou o meu sentimento por ela. Eu com medo tentei disfarçar, estava me sentindo ridículo com tudo aquilo e mais ainda com a minha (grande) idéia. Ficava me perguntando por que havia feito tal bobagem, me expliquei e pedi desculpas…. Ficamos por aí, embora eu notasse que ela tinha ficado meio estranha comigo… Depois de tomarmos o café da manhã, no quarto mesmo, SURPRESA… Ela disse que havia pensado no assunto, e prosseguiu dizendo que eu havia despertado nela, o interesse de transar com dois homens, ou simplesmente com outro homem, porem na minha frente. Eu disse que não queria aquilo, que tudo tinha sido uma bobagem, mas ela não arredou o pé. -Agora vai ser seu castigo, se rolar, vou transar com outro na sua frente, porque não quero te trair…………….
Naquela manha fazia muito calor, propus irmos para a piscina. Ela gostou da idéia, tomou um banho e ela foi colocar um biquíni. Nesta hora eu fui tomar uma ducha também. Mas quando sai do banho percebi que ela já havia saído e nesta altura devia estar sozinha, e com alguma roupinha bem safada, na piscina, provocando algumas pessoas até a minha chegada…… Quando cheguei próximo a piscina, a vi de longe, e tive mais uma surpresa….
Ela estava em pé na beira da piscina, toda molhadinha, com um biquíni super sexy, vermelho de lacinho, minúsculo enfiado na bunda (No busto um tecido que segurava somente o biquinho dos peitos, e a calcinha cobria apenas a buceta, deixando aquele montinho bem apertadinho, e a virilha exposta). Conversando com o cara que “estávamos” provocando……. Parei e fiquei olhando do bar da piscina sem ser visto, e por incrível que pareça, depois de rir muito do que ele falava, ela caminhou, seguida por ele, até uma espreguiçadeira e deitou de bruços. Não demorou muito o cara sacou um bronzeador da bolsa dela e se preparou pra passar nela. O garçom do bar me ofereceu uma bebida, desviando a minha atenção. Educadamente pedi uma bebida pra ele. Quando olhei de novo na direção dos dois, o cara estava passando bronzeador no corpo dela, esfregando a mão pelas costas, descendo devagar até a bundinha dela onde, primeiro, ele passou rápido, mas vendo que ela não tinha reclamado da audácia dele, passou novamente, e desta vez demorou bastante passando a mão aberta e apertando…….. Depois ele continuou passando entre as coxas dela, ela até separou as coxas um pouco para facilitar. Nesta hora ele deve ter tocado a bucetinha dela por sobre o tecido do biquini, mas da onde eu estava não podia ter certeza disto…….. Depois disto ela desamarrou a parte de cima do biquini, e eles sorriram muito, ele continuou passando mais creme nas costas dela, fazendo uma massagem, sempre pegando nos seios dela pelo lado…….. Assim, acabei percebendo que a minha noiva era mais liberal e safada do que eu imaginava, e estava querendo aprontar comigo, mas ao mesmo tempo eu sabia que, dali pra frente, teria margem para ir mais além com ela…… Ele tentou desamarrar o laço da calcinha do biquíni dela, mas ela não deixou. Levantando ficou de frente pra ele, mostrando os seios pra ele. Disse algo ao ouvido dele, ele então balançou a cabeça, concordando com o que ela dizia, e sentando na espreguiçadeira ao lado dela, foi passando a mão na barriguinha dela, foi subindo até os seios dela, nesta hora ela riu e cobriu os seios com o biquini, e virou de costas pedindo pro cara amarrar o laço nas costas dela. Ele amarrou. E ela, nesta virada de corpo, acabou me vendo no bar da piscina. Na mesma hora ela levantou, e nervosa, veio na minha direção, no caminho ela foi comida pelos olhares gulosos dos homens que estavam ali…………
Quando ela chegou do meu lado, dei um beijo bem molhado nela, mas após ao beijo fui logo falando que tinha visto o cara passando bronzeador nela e pedi uma explicação. Ela disse que não tinha nada a ver, que eles eram só amigos, que estavam apenas brincando. Eu disse ” Eu vi como vocês dois estavam “brincando” “. Ela deu uma risada e disse, ” Eu estou só brincando, estou louquinha por você “. Eu fiquei chateado. Ela se desculpou e disse que só queria me fazer sentir tesão e não tinha culpa……. Quando perguntei porque ela tirou a parte de cima, ela me deu um beijo e disse que queria provocar ele ao máximo, só pra ele ver o que é bom pra tosse, e disse que havia falado no ouvido dele que ela já tinha dono, que ele era muito safado, mas não ia conseguir nada alem daquilo……. então eu a desculpei ……. Ai começou……. Ela pra me provocar, disse que antes ela não curtia, mas agora neste ultimo dia de hotel ela estava adorando notar tantos olhares gulosos para ela……. Botei fogo e perguntei o que poderia estar acontecendo com estes homens que a olhavam e ela disse na maior cara dura que deveriam estar de pau duro por olhá-la ……. Ficamos muito excitados ……… Ela ao me abraçar empinou a bunda pra trás e percebi que o coitado do garçom ficou maluco……… Puxei ela e fomos juntos dar um mergulho na piscina. Entramos na água e logo começamos a nos acariciar. A piscina estava bastante cheia neste dia, com várias pessoas ao nosso redor. A água só nos fazia ficar com mais tesão. Ela ficou de costas para mim e começou a esfregar sua linda bundinha branquinha no meu pau, que já estava estourando de tão duro. Puxei o biquíni dela e tentava encaixar o pau naquela linda bundinha. Quando enfiei dentro senti uma sensação de êxtase incrível, vendo aquela linda mulher rebolando no meu cacete com toda aquela multidão sem imaginar o que estava acontecendo. A falta de gravidade na água nos ajudava nos movimentos, enterrava tudo com força e com vontade, enquanto minha baixinha insaciável rebolava como uma verdadeira puta no meu cacete. Lhe coloquei de frente para mim, a levantei pela cintura, encaixando suas pernas em volta de mim, e enfiei tudo com força lhe abraçando e lhe beijando loucamente. Não demorei muito e gozei dentro dela. Ela não demorou muito, saiu da água. Eu continuei nadando na piscina, mas percebi que minha noiva tinha saído da piscina, rebolando, bem safada se mostrando descaradamente para quem quisesse ver. Não dei muita bola e fui nadar um pouco. Ela foi deitar, novamente de bruço, na mesma espreguiçadeira pra tomar um sol. Eu nadando olhava e percebia que ela estava ficando safada alem do normal e começava a gostar de ver ela se exibir para os outros homens, toda hora se mexendo e arrebitando a bundinha deitada na espreguiçadeira.
O rapaz do bronzeador sentou de frente para ela e começou a paquera-la. Ela, no começo tímida, começou a se soltar e dar bola ao rapaz. Fiquei reparando aquela situação. A cena ficou martelando em minha cabeça, eu nunca tinha visto ela tão excitada e exibida daquele jeito!
Resolvi sair da piscina, peguar uma cerveja e me fazer presente com minha noiva. Quando eu voltei do bar ela estava conversando com o cara do bronzeador e mais um amigo dele, em pé, e as risadinhas rolavam soltas. Senti um pouco de ciúmes vendo minha noiva agindo daquele jeito com outros machos, mas afinal eu mesmo tinha incentivado ela tornar-se aquele tipo de mulher e agora eu via que ela estava gostando muito daquilo, e se comportava cada vez mais como uma grande puta me deixando cheio de ciúmes e com muito tesão ao mesmo tempo. Eu cheguei perto, e a conversa parou. Rapidamente e sem nenhum cuidado a puxei pelo braço virando-a de costas para eles e arrastando-a para um pouco mais longe, de forma a não sermos inteiramente ouvidos. Com rispidez e tremor na voz perguntei-lhe que loucura ela estava a cometer, e disse. – Qual a graça. Você pirou de vez? ela respondeu: – Não, meu amor, eu só resolvi ver até que ponto você realmente gosta de mim, tem tesão por mim e pelo que os outros vêm em mim… é só uma questão de descobrir os seus limites reais… e até parece que não foi você quem criou esta situação. … Relaxa …. Ainda sorrindo, afastou-se ligeiramente de mim, me olhando com uma expressão irônica vulgar e provocante disse: -Ora meu amor, foi sempre você que me encheu a cabeça de fantasias, agora, to com vontade de realiza-las, e foi você quem começou, agora agüenta……. eu disse a ela com tom de consentimento: -Eu amo você demais sua putinha.
Ela virou para mim e disse que aquele estava sendo a melhor viagem da vida dela. Falei que queria come-la, e propus irmos embora pro apartamento. Ela concordou, mas foi se despedir dos caras, eu nessa hora, não sei porque, puxei um assunto de futebol, e um dos caras falou que iria rolar um jogo na tv hoje a tarde depois do almoço. E eu inocentemente acabei chamando eles para verem o jogo la no meu apto………….
Depois de mais uma foda, de um bom almoço. Dormimos um pouco e acordamos com o som da campainha da porta. Ela me olhava quase que adivinhando meu desejo e pelos biquinhos durinhos dos seios dela eu pude perceber que a situação também estava excitando, e muito, ela. Ela levantou vestiu uma camiseta, branca, minha e colocou uma calcinha pequenina, preta, e foi atender a porta. Na porta estava o rapaz da piscina, mas sozinho, sem o amigo dele. Subtamente ele deu-lhe um beijinho no canto da boca bem rápido e,ela tentou se esquivar mas não conseguiu. Ela deu um largo sorriso, e estendendo a mão, cumprimentou-o, pedindo para que ele se sentasse no sofá da antessala. O Rapaz quase morreu ao vê-la naqueles trajes. O cara me cumprimentou, e sentou-se dizendo que o amigo dele não viria, pois estava com outros compromissos. Mas que ele não perderia o jogo por nada. Minha noiva, sempre educada, serviu-lhe uma cerveja, percebi que ela ficou bastante entusiasmada com a presença do rapaz, pois logo puxou assunto perguntando sobre sua vida, o que fazia, onde trabalhava, etc. Fiquei apenas observando-os, já que ela não parava de falar. Lembrei-me de nossas aventuras anteriores, e percebi que ela estava com más intenções. O jogo ia começar e a tv estava no quarto, cortei um pouco os dois e fomos os três para o quarto, sentamos na cama. Minha noiva sentou no meio, eu de um lado e o cara do outro. Ela me olhava com a carinha mais puta que já vi. Virando o rosto, ela me beijou, enquanto eu deslizava as mãos pelo corpo dela, fazendo-a estremecer. Tocava em os seios sentindo os mamilos tesos e quentes. Sentia a bundinha empinada, trazendo mais seu corpo para próximo do meu. Suas coxas estavam tremendo de tesão. meu cacete vibrava de desejo , puxei-a para mim e beijei aquela boca safada com desejo. Comecei a acariciar as pernas dela, o cara atras dela, disfarçou e ficou olhando, eu ia alizando a minha noiva que estava ao meu lado sentada na cama, nem me preocupava com a visão do cara. Quando eu a beijei, puxei ela pra cima de mim fazendo-a sentar de lado no meu colo, levantando a blusa, que mais parecia um micro vestido, até a cintura, mostrando toda a coxa e a calcinha enfiadinha pro cara. Ela me abraçando falou no meu ouvido: – amor, vai ficar me expondo? O cara ta vendo toda minha bunda, vc tá gostando? É isso que vc quer? Eu só concordava e a chupava no pescoço e excitava mais ela, nunca tínhamos feito isso antes, tão perto de outra pessoa…. e ela continuou; – e se ele quiser também, você deixa? Hein? Deixa? Falei pra ela que ela fizesse aquilo que ela quisesse, e que lhe deixasse feliz , mas assumisse a responsabilidade…….. como se tudo estivesse normal, levantei da cama, dei um sorriso pra ela e fui ao banheiro. Quando voltei ela estava ao lado do cara, com a mão na perna dele, e sendo acariciada na perna também. Foi incrível, senti ciúmes e tesão, mais tesão do que ciúmes, quando ela me viu, deu um sorriso e tascou um beijo no cara, ai na cama começou aquele pega aqui e beija ali, passar de mãos, aumentando ainda mais meu tesão, percebí quando ele provavelmente chegou a calcinha dela para o lado e enterrou o dedo na buceta. Ela gemia, arfava, de olhos cerrados e sorriso nos lábios, mordendo o ombro do cara. Ele batia uma siririca nela, ela se sentou no colo dele e disse olhando nos meus olhos; quem quis isto tudo foi você, agora aguenta, que você vai ser corno de verdade…… De frente para ele, no colo dele, ela abraçou o cara e os dois começaram a se beijar. Ela passou a alisar o pau dele por cima da calça e os dois se beijavam e se arranhavam, num tesão indescrtível…… Eu tirei meu pau para fora e comecei a bater uma punheta vendo os dois se amassando. ….. Ele tirou o dedo molhando de dentro dela, cheirou e deu para que ela tb cheirasse e depois lambeu os dedos. Eu não acreditava no que via. Ela soltava alguns gemidos ele beijava e lambia seu pescoço. Ela se deitou na cama, ele começou a chupar os peitos dela, e foi descendo, puxou a calcinha dela, lambeu a bucetinha com carinho e começou a chupar. Ela gemia se contorcia de prazer e ofegante dizia “Amor, esse cara chupa muito bem estou quase gozando… – vai meu macho mostra pro corno como se faz quando a mulher tá pedindo pra fuder, mostra pra ele, chega de fantasia, agora ele vai ser chifrudo de verdade, e eu te escolhi, você vai ser o primeiro” ela pede para ele: -Vem me come gostoso… faz o que aquele corninho não sabe fazer direito…deixa eu sentir este pau gostoso na minha buceta………… Então, eu cansei de ver e resolvi agir. Fui pra cima dela e comecei a lamber os seus peitinhos durinhos de tanto tesão. Ela, sendo chupada por dois homens, gritava, gemia e pedia mais… e novamente me surpreendeu… Ela me empurrou Com Certa Violência – Saí Pra La Corno Manso, Chupador De araque. Veja Este Pinto enorme Arrombar Essa Bocetinha… Seu Viado… Veja Como Um Homem Faz…
Então me afastei e o rapaz tirou o calção dele, e pediu para ela ficar de quatro, posição que ela adora, puxou-a para a beira da cama, segurou a base do pau e foi aproximando bem devagar. Quando tocou na entrada da bucetinha, ela gemeu. ele empurrou a cabeçona que foi entrando devagar. Ela pediu para ele ir devagar, pois não estava acostumada com nada daquele tamanho (Uns 20 cm). Ele foi com bastante calma, até conseguir entrar todo em minha gatinha…….. Ela mordeu o travesseiro. O rosto do rapaz também mostrava que aquilo devia ser novo pra ele também. Sentia que ele olhava para mim talvez querendo dizer “olha seu corno o que faço com a buceta da tua puta”. E deu uma estocada tão violenta que o pau desapareceu de uma vez. Ela gritou: aiiiiiiii assim!… me fode, forte, fundo, me acaba, me dá tudo!!……. Então ele segurou os ombros dela e mandou ela rebolar. Ela começou a rebolar de forma deliciosa, mexendo os quadris num ritmo lento. Ela me dizia: “Amor Vem Olhar De Pertinho O Estrago Que Esse Pau Esta Fazendo Na Minha Bocetinha . Era assim que vc queria me ver? Gozando em outro pau? – Está uma delicia….. Era demais ver aquela cena… Era puro tesão…. Eu gozei só de ver e ouvir aquilo tudo. Ela rebolava naquela enorme pica, eu delirava na punheta. Ela o fodia com prazer, seus gemidos diziam isto. O cara, que dava estocadas fortes nela, começou a dar tapas na bundinha dela, ao que ela respondia gemendo como uma cadelinha. Ela parecia fora de si, estava irreconhecível, urrava e gritava como uma louca, aquele mastro rasgando sua bucetinha deixou ela num estado de êxtase que ela nunca havia imaginado. Ela gemia, e gemia gostoso dizendo “Ai que bom, meu deus que bom!!!” “enfia mais, enfia mais” você é lindo, é lindo, lindo!!!” e dizia isso entre risos e choro, muito choro – e ele só dizia “cala a boca puta” e dava um tapa na cara dela “gostosa, puta, olha como ela gosta!! O som do quadril dele batendo em sua bunda me excitava, sem falar na visão maravilhosa, ela soltava “Ahs” a cada vez que o pau dele entrava totalmente, ou seja, seus gemidos eram sincronizados com o barulho do impacto de seus corpos. Toda aquela situação foi demais pra ela. Ela se descontrolou, jogava o cabelo pra trás, rebolava no ritmo da foda. Ela começou a chorar, ao mesmo tempo em que falava: – Nem me deixa respirar, não é seu safado, desse jeito eu vou desmaiar….. disto isto ele começou a fode-la com mais força…… Ela aguentava bravamente, e ainda gritava alto dizendo; Isso me fode com força, me fode como puta!!!….. ao mesmo tempo que ela gritava e gemia, também chorava de tanto tesão……. ele então passou a fodê-la destemperadamente, e violentamente, desferiu um tapa bem forte na bunda dela que instantaneamente começou a chorar e gritar que era uma vadia, que gostava de apanhar do seu macho…….. ele a puxou pelo cabelo, na seqüência deu dois tapas fortes no rosto dela, e puxando o cabelo dela, deu mais uns quatro tapas fortes na bunda dela. Dizendo; Apanha gostoso do teu macho minha puta!!! Ela urrou de tesão quando ele enfiou a mão nela….. O cara deu mais duas bombadas e mais uma porrada nela, desta vez de mão fechada, ela endoideceu, soltou um urro e gozou, gozou como nunca imaginei ver uma mulher gozar. ….. Foram vários orgasmos seguidos……. Ela gozou aos berros e desandou a chorar como uma desesperada……….Se a minha intenção ao dividi-la com outro homem, era vê-la gozar de outra forma, então eu tinha conseguido, porque nunca tinha visto minha noiva gozar tão intensamente…….. ele aproveitou o embalo tirou a camisinha, e gozou na bunda e nas costas dela, foi porra até no cabelo………. aos poucos ela foi desfalecendo e ficou toda mole, suadinha e gostosa, deitada na cama ela estava com os olhos virados de tanta satisfação, olhando pra mim com uma cara de “desculpe amor mas eu precisava disso”…… Ele caiu ao seu lado na cama. Entrei na cama, deitei do lado dela, me acheguei como um tarado, Beijando e lambendo seu corpo loucamente, ela ficou me beijando dizendo que me amava muito, alisei a bucetinha e vi como estava aberta e quente. Enquanto eu a beijava nos seios, começamos a esfregar nossos corpos, quando a excitação aumentou muito, deitei encima dela num papai e mamãe e penetrei.. Ela estava larga ainda mas com muito tesão, fui gozando rapidamente enquanto ela ficava com as pernas abertas. Desfaleci sobre seu corpo. Ela gemia e dizia ter adorado sentir aquele pau rasgar e melar sua buceta. Ficamos todos exaustos p/ uns vinte minutos.
O cara saiu para o banheiro, e surpreendentemente ela levantou e foi atras do cara….. Não demorou muito e do lado de fora eu ouvia o chuveiro e os gemidos e barulhos das estocadas que ele dava nela, bati uma punheta gostosa e gozei ouvido a trepada deles. Passado um tempo. Quando saíram, Os dois já voltaram completamente nus, ela pegou ele pela mão, parou na minha frente e me deu um beijo, e disse que queria ficar sozinha com ele. Eu contrariado concordei e fui pra sala, o cara agradeceu e encostou a porta do quarto……. Fiquei na sala tomando uma cerveja e adormeci. Acordei quando o cara se despedia dela e ela ainda dizia: “quando quiser me comer vai pro Rio, que eu te ponho na minha cama, o corno vai dormir no sofá e ficar servindo o café na cama pra gente… Eu não queria acreditar no que ouvia, e via, mas a cena me deixou petrificado e sem reação. Ela acompanhou o cara ate a porta, deu um beijo nele, fechou a porta da suite e virou pra mim no sofá e disse: “Ô, corninho, como é que você agüenta ver outro macho comendo sua mulher assim ?”e não faz nada, e ainda por cima, dorme enquanto ele me fode na tua cara, na tua cama. Viu como faz um macho de verdade ? Vê se aprende, corno!!”…… “Você vai ver só, de agora em diante, toda vez que eu quiser, eu vou dar pra quem quiser e você não vai poder fazer nada, porque eu sei que você gosta, não gosta?…… fiquei mudo. E fui com ela pro quarto……. Contabilizei os estragos, ela tinha o corpo todo marcado de mordidas nos seios, chupões no pescoço, roxos nas pernas, na bunda. Seu corpo estava todo melado, seu cabelo estava duro de tanta porra que jorrou em seu rosto. De sua boceta esfolada ainda escorria uma cachoeira…….. Excitado, falei; – Puta, fuleira, vagabunda, gostosa, eu te amo!…….. Então ela me beijou com força, chupei os peitinhos dela, com muita vontade, fui descendo, abri suas pernas e tive a melhor visão da minha vida, a bocetinha mais linda que eu já tinha visto, totalmente arreganhada, bem vermelha e ainda molhadinha, à minha disposição, já havia me esquecido de tudo o que havia visto, agora só queria minha parte, então sem fazer cerimônia cai de boca naquela maravilha e comecei a chupa-la enquanto ela gritava: “Chupa tudo… Nunca pensei que um dia você concordaria em ser um como manso… Isso, isso mesmo, lambe essa bocetona toda melecada com a porra de outro homem.” . Fudemos gostoso. Depois ela me confidenciou que gostou muito do cacete dele, e disse que gozou muito gostoso, e que foi o orgasmo mais forte, gostoso e intenso de toda sua vida. Foram palavras que nunca mais saíram da minha lembrança. ……….. Tomamos um bom banho juntos, dormimos, e de noite pegamos estrada e voltamos pra casa, levando na bagagem a lembrança de uma exótica viagem, com muitas surpresas e fatos que iriam marcar e mudar completamente o nosso relacionamento.

Um comentário: